Sexta-feira
09
novembro
17:00
Rivoli - Pequeno Auditório
"Afrogalactica III: Deep Space Scrolls"

×

Se um dos principais propósitos da ficção científica é o de prever o futuro
analisando simultaneamente o presente e o passado, é importante
realçar que a tradição literária deste género esteve continuamente refém da narrativa patriarcal e branca dos seus autores. Nas últimas décadas o afrofuturismo tem defendido uma prática artística que combina ficção científica com elementos e tradições de uma diáspora atenta às suas raízes históricas numa Antiguidade africana muito anterior à colonização. Pode uma comunidade cujo passado foi deliberadamente apagado procurar marcas da sua história e imaginar possíveis futuros?


A artista Kapwani Kiwanga reflete sobre alguns dos temas mais importantes no contexto do afrofuturismo neste terceiro capítulo do seu ciclo Afrogalactica. Apresentando-se como uma antropológa do futuro, Kiwanga envolve-se num trabalho arqueológico multitemporal, no qual revisita a herança astronómica de África e a relaciona com conceitos ocidentais New Age. A narração modela vórtices conceptuais em que o espectador é convidado a reconsiderar as noções passadas e atuais de centro e de periferia, e a imaginar estruturas transculturais alternativas para os sentidos de pertença no futuro.