Segunda-feira
05
novembro
17:00
Rivoli - Pequeno Auditório
"Transliterative Tease"

Moderação   -  

Eduarda Neves

×

Os alfabetos sempre marcharam com os respetivos impérios e foram armas imprescindíveis nas suas ascensões, tal como o alfabeto latino para os romanos ou o cirílico para os comunistas russos. Para Lenine, o segredo residia na transliteração (transcrição de um alfabeto para outro): ele acreditava que a revolução de Leste começaria com a latinização dos alfabetos de todos os muçulmanos da URSS. Ao impedir os muçulmanos da União Soviética de usarem o seu sistema de escrita, acreditava que abandonariam assim parte do seu passado islâmico. Mas será o contrário também possível?


O potencial da transliteração como estratégia de resistência constitui o ponto de partida para a palestra-performance Transliterative Tease do coletivo artístico Slavs and Tatars. Concentrando-se nas línguas turco-tártaras da antiga União Soviética, assim como nas suas fronteiras a oriente (Xinjiang/Uiguristão) e a ocidente (Anatólia), serão indagados conceitos como identidade política, colonialismo e fé. Com moderação de Eduarda Neves, filósofa e curadora de arte contemporânea, Transliterative Tease não se propõe emancipar povos ou nações, mas sim lançar provocações através da análise das mudanças fonéticas, semânticas e teológicas resultantes da transliteração nas nossas línguas.