Terça-feira
06
novembro
17:00
Rivoli - Pequeno Auditório
Da possibilidade do diálogo

Moderação   -  

Carles Guerra

×

Na Atenas democrática, o diálogo tornou-se uma forma literária e filosófica celebrada e popular, sobretudo com Platão. Desde então, o formato dialógico tem sido usado como uma ferramenta pedagógica e de expressão não só literária e filosófica como também artística – nas artes visuais contemporâneas, por exemplo, o diálogo tem funcionado como uma forma de questionar autoria e assertividade.


Para o coletivo britânico Art & Language, o formato do diálogo não tem servido apenas como um elemento definidor do grupo, mas tem também moldado o tipo de trabalho produzido pelos artistas, que tem explorado as qualidades semânticas da linguagem escrita como forma de fazer arte. Incorporando a natureza dialógica do coletivo, a sua escrita tem abordado uma condição que pode ser descrita como performance, à semelhança dos diálogos narrados por inúmeros autores clássicos. Explorando o “giro linguístico” na arte contemporânea, a discussão entre Art & Language e Carles Guerra, diretor da Fundação Antoni Tàpies, abrirá possíveis conexões entre diferentes tipos de diálogo e o importante papel desempenhado pela retórica na Antiguidade.