Quarta-feira
07
novembro
21:30
Rivoli - Grande Auditório
Platão e as definições de amor

Moderação   -  

Shumon Basar

×

Numa das suas obras mais notáveis, O Banquete, Platão descreve um festim onde alguns amigos filósofos, entre eles Sócrates, discutem a natureza e as qualidades de Eros. Tal como em relação à sua misteriosa genealogia – alguns consideravam-no um deus primordial, outros acreditavam ser filho de Afrodite e Ares – as opiniões sobre o amor e erotismo são múltiplas e controversas e têm inspirado artistas e filósofos ao longo dos tempos.


A escritora Marina Warner, presidente da Royal Society of Literature e uma das mais aclamadas mitógrafas britânicas, e a historiadora e teórica de arquitetura Beatriz Colomina, especialista em questões de arquitetura e sexualidade, partem d’O Banquete para, dentro da tradição socrática do diálogo, debaterem como as alegorias modernas, práticas quotidianas e práticas artísticas são influenciadas por diferentes perspetivas sobre o amor, a sexualidade, a beleza ou o género. Desde as interpretações fantásticas de Aristófanes sobre a origem andrógina do homem até à Playboy Mansion, esta conversa, moderada pelo escritor e curador Shumon Basar, está marcada especialmente para 7 de novembro, data em que, no Renascimento, os humanistas de Florença celebravam com um banquete o aniversário do nascimento e da morte de Platão.


Tradução simultânea